Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado de São Paulo

Notícias

17/06/2019 - 15h24

Brasil novamente na lista suja da 108ª Conferência da OIT

Brasil novamente na lista suja da 108ª Conferência da OIT
 
Mais uma vez o Brasil foi incluído na lista suja da OIT pelo descumprimento da Convenção 98, que trata do Direito de Organização e Negociação Coletiva. Em 2018 já tinha acontecido isso e, com o agravamento da retirada de direitos dos trabalhadores devido à reforma trabalhista, o Governo deverá dar as explicações perante quase duas centenas de Países presentes na 108ª Conferência Internacional do Trabalho.

A falta do diálogo tripartite e o ataque as organizações sindicais e aos direitos sagrados dos trabalhadores, mostra que o Brasil está na contramão dos países que se preocupam com a proteção social.
A Nova Central Sindical de Trabalhadores - NCST está presente na Conferência e, junto com as demais centrais, estará de forma unitária representando os direitos dos trabalhadores do Brasil. Vejam no quadro abaixo os 24 Países que figuram na lista.
 
LISTA CURTA = 11 Convênios.
 
C. 29 - Trabalho Forçado = 02 Países (Belarus e Myamar).
 
C. 81/129 - Inspeção do Trabalho na Indústria e no Comércio/Inspeção do Trabalho na Agricultura). = 02 Países (Índia, Servia-81/129).
 
C.  87 - Liberdade Sindical e a Proteção do Direito Sindical. = 08 Países (Argélia, Egito, Fiji, Filipinas, Honduras, Kazajstan, Turquia e Zimbábue).
 
98 - Direito de Organização e Negociação Coletiva. = 02 Países (Brasil e Uruguai).
 
C. 111 - Discriminação em Matéria de Emprego e Profissão). = 02 Países (Líbia e Tayikistán).
 
C. 117 - Objetivos e Normas Básicas da Política Social = 01 País (Nicarágua).
 
C. 131 - Fixação de Salários Mínimos, com referência especial aos Países em Desenvolvimento. = 01 País (Bolivia).
 
C. 138 - Idade Mínima de Admissão ao Emprego. = 01 País (Etiópia).
 
 
Imprimir Indicar Comentar

« Voltar
Newsletter

Cadastre-se e receba periodicamente a nossa newsletter em seu e-mail

Atualize o seu navegador. Mais segurança para você.
Mais liberdade aos desenvolvedores.
BAIXE
AGORA
Fechar