Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado de São Paulo

Informativos Jurídicos

03/01/2018 - 14h35

Acordo quita salários atrasados de empregados de destilaria de Jaú

Fonte: TRT-15

Parabéns aos Dirigentes e assessores do sindicato dos rodoviários de Jaú, pois esse acordo, além de resolver um problema especifico, acaba por consolidar a representação dos trabalhadores em transportes

 
Um acordo homologado na sexta-feira, 15 de dezembro, pela 1ª Vara do Trabalho (VT) de Jaú, na região central do Estado de São Paulo, trará um final de ano melhor para os empregados da Destilaria Grizzo, instalada no município. A conciliação possibilitou o pagamento de parte dos salários atrasados dos trabalhadores, que não recebiam desde setembro passado.
 
No último dia 29 de novembro, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Jaú e Região ajuizou na Justiça do Trabalho local um processo visando à quitação dos salários atrasados dos empregados do setor na destilaria. A ação incluía um pedido liminar de arresto do crédito que a reclamada detinha perante a Raízen, joint-venture que reúne a Shell e a Cosan. Feito o bloqueio, o juiz do trabalho Carlos Roberto Ferraz de Oliveira Silva convocou as partes para uma audiência de tentativa de conciliação. Com a concordância delas, o magistrado também notificou para fazer parte das negociações o Sindicato dos Empregados Rurais de Jaú, uma vez que o atraso de salários não dizia respeito somente aos empregados representados pela entidade autora da ação. Dessa forma, o acordo acabou beneficiando todos os trabalhadores da companhia.
 
Com a conciliação, uma parte dos salários atrasados já foi paga, por meio de ofício expedido pelo juízo da VT liberando, para esse fim, o crédito anteriormente bloqueado. Para a quitação do restante, nova ordem de bloqueio foi emitida à Raízen pelo juiz Carlos Roberto. Além disso, o magistrado também concedeu liminar na Ação de Tutela Cautelar Antecedente nº 0012140-59.2017.5.15.0024 PJe – ajuizada pelo Sindicato dos Empregados Rurais de Jaú –, deferindo penhora de eventuais créditos no rosto dos autos do processo nº 4000726-19.2013.8.26.0302, em trâmite no juízo da 1ª Vara Cível da cidade e em que são partes a destilaria e o Banco Safra. (RTOrd 0012375-26.2017.5.15.0024 PJe)
 
Imprimir Indicar Comentar

« Voltar
Newsletter

Cadastre-se e receba periodicamente a nossa newsletter em seu e-mail

Atualize o seu navegador. Mais segurança para você.
Mais liberdade aos desenvolvedores.
BAIXE
AGORA
Fechar